É tempo de mudança

Município recebe micro-ônibus para transporte de pacientes
7 de dezembro de 2018
Contra fraudes, vereadores propõem nova eleição em caso de renúncia do presidente
11 de dezembro de 2018
A escolha que faremos na segunda-feira não será apenas entre um candidato ou outro para presidir os trabalhos legislativos. Será a sinalização de qual modelo de política cada um de nós vereadores queremos para Macatuba; será o momento de demonstrar quem são os que estão compromissados com a nova política.

“Nós somos a mudança”. Foi com esse slogan que me apresentei como candidato a vereador pelo Partido Verde de Macatuba em 2016. Uma campanha simples, com poucos recursos, mas cheia de propósitos e com a determinação de uma rede incrível de apoiadores que levaram esses ideais durante a campanha.

Particularmente, sempre acreditei que era possível vencer dessa forma. Embora muita gente duvidasse, afinal eu e meu time de voluntários trabalhamos de um modo diferente, abandonando a velha forma de campanha e, sobretudo, sem vender promessas vazias para o eleitor macatubense.

Um caderno que reúne as 10 ideias que acredito que podem transformar a Câmara Municipal em um espaço muito mais construtivo para contribuir com as transformações que Macatuba necessita continua no ar até hoje, para que qualquer cidadão possa consultá-lo e me cobrar. Para mim, o compromisso com a ética e a transparência são inegociáveis e quem acompanha a minha atuação pela mídia ou pelas redes sociais sabe muito bem disso.

Esses dois primeiros anos de mandato aconteceram sob um cenário de mudanças profundas na política brasileira. Nas eleições gerais desse ano, vimos uma verdadeira devassa contra a velha política e os velhos políticos. Foi a resposta a um sentimento geral: “não aguentamos mais”.

Engana-se, porém, quem imagina que esse movimento é restrito à Brasília ou aos governos estaduais. A modificação no modo de ser da política passa obrigatoriamente pelos municípios, cabendo a nós, que fomos eleitos pelo povo, dialogar com discernimento, coragem e humildade com toda a sociedade, para entender os seus anseios e trabalhar, sempre, pelo bem comum.

Defendo a transparência não apenas como retórica, mas como prática. Prova disso são os oito Projetos de Lei da minha autoria que, direta ou indiretamente, instituíram obrigações para o Poder Público que garantem acesso facilitado ao cidadão a informações que antes permaneciam convenientemente encobertas pela burocracia.

Tempos como este que vivemos não permitem que as pessoas compromissadas com mudanças reais se omitam. É por isso que, na próxima sessão da Câmara de Macatuba, vou me apresentar como candidato à presidência da Casa para o biênio 2019-2020.

Optei por me colocar à disposição dessa empreitada porque precisamos refundar o Legislativo Municipal e instituir uma série de medidas que aproximem o cidadão, que traga mais qualidade e agilidade no funcionamento da instituição.

A escolha que faremos na segunda-feira não será apenas entre um candidato ou outro para presidir os trabalhos legislativos. Será a sinalização de qual modelo de política cada um de nós vereadores queremos para Macatuba; será o momento de demonstrar quem são os que estão compromissados com a nova política.

Trago essa decisão ao público porque tenho ciência de que não será uma tarefa fácil. Mas, assim como me elegi vereador em 2016, prefiro novamente não me omitir e agir com transparência, sem abrir mão dos valores nos quais acredito e que me guiaram até aqui.

De antemão, externo meu profundo agradecimento aos colegas que integram a minha chapa na disputa desse pleito: Elaine Correia Santos, Fabrício José Gino Pereira e Marcos Góes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buy now